Adotar um pet: quais os benefícios? | appegada
Baixe o app! Baixe o app!

Juliana Modotti, 23/10/2018 Dicas

Qual a importância e os benefícios de adotar um pet?

Saiba como esta ação influencia positivamente na vida dos animais e dos seres humanos
Qual a importância e os benefícios de adotar um pet?

Adotar um pet pode ser a oportunidade de oferecer uma vida melhor para o bicho, e porque não, para a sua também! Afinal, os pets são ótimos companheiros e ajudam bastante no combate ao estresse e à depressão. Garantir segurança, lazer, alimentação e conforto, são algumas das condições básicas de convivência e sobrevivência do animal. Enquanto isso, você ganha a responsabilidade de cuidar bem desse novo membro da família, junto ao sentimento de satisfação por estar fazendo uma boa ação e um excelente trabalho para a sociedade.

Mas, além do seus carinhos e cuidados, você sabe qual a importância de adotar um pet? 
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2016 havia, aproximadamente, 30 milhões de animais abandonados no Brasil, sendo 10 milhões de gatos e 20 milhões de cachorros. Falando de saúde pública, essa superpopulação de animais nas ruas representa problemas para a sociedade, uma vez que pode ocorrer a proliferação de doenças, transmitidas aos seres humanos. 

Além disso, esses animais estão correndo diferentes tipos de riscos todos os dias, como maus tratos, frio, fome, sede, contágio de doenças ou até mesmo acidentes de trânsito. A reprodução descontrolada acaba sendo algo natural, uma vez que não há um controle de natalidade, o que representa mais animais nascendo nas ruas e suscetíveis a vários tipos de violência.

Por esses e outros motivos, adotar um pet é muito benéfico para a sociedade em geral. Além de fazer bem ao animal e a si próprio, você estará “fazendo a sua parte” para o bem-estar coletivo.
 

 

O que você deve saber ao adotar um pet?

 

  • Primeiramente, o assunto deve ser discutido dentro de casa. É muito importante que todos os membros da família estejam de acordo e cientes da importância de respeitar este animal, e se possível, de colaborar com as tarefas e com os cuidados. 

 

  • Esteja ciente que um novo membro na família  gerará custos com alimentação, higiene, bem-estar e saúde, portanto, providenciar a ração, água, brinquedos e visitas ao veterinário serão tarefas rotineiras a partir do momento em que decidir adotar um pet. Além disso, esse animal também precisará de um espaço arejado e confortável para dormir e fazer suas necessidades. 

 

  • Para ter um pouco mais de sossego, prepare-se também para castrar seu novo amiguinho (a) de quatro patas. Isso porque a castração contribui para o controle de natalidade dos animais, além de combater algumas doenças como câncer e piometra (infecção do endométrio - tecido que reveste as paredes internas do útero).  A castração também auxilia no comportamento, deixando os animais mais tranquilos, evitando fugas e disputas territorialistas. 

 

  • No caso de mudança de casa, viagem de férias ou problemas financeiros, não desconte em seu animal! Maus tratos e abandono são crimes que levam de três meses a um ano de  detenção, além de  multa.

 

  • No caso de querer adotar gatos, tome cuidado com janelas e portões. A aplicação de redes de proteção ajudam a evitar as “saidinhas noturnas”, que podem ocasionar procriação indesejada, envenenamento, atropelamento, ou ainda, a perda do animal.

 

  • No caso de querer adotar cães, lembre-se que estes são animais que precisam gastar as energia, portanto, caminhadas são sempre bem-vindas. Procure proporcionar esse exercício ou no começo da manhã, ou no fim da tarde para evitar o sol forte. No caso dele (a) fazer suas necessidades no caminho, lembre-se de recolher com uma pazinha e colocar num lixinho à parte.

 

  • No caso de querer adotar gatos e cachorros, lembre- se de impor seus comandos com firmeza, mas sem esquecer do carinho. Educar seus pets conforme seus horários, demandas e condições é um gesto de amor e não deve ser feito com crueldade, para não traumatizá-los. Ter paciência é muito importante e te ajudará a ser um tutor (a) de sucesso. No caso de situações mais complexas, você pode pedir ajuda a um adestrador profissional. 


Com essas dicas do Cuidados com Seu Pet, você facilmente conseguirá adotar um pet com segurança e tranquilidade. Hoje em dia, existem centros de zoonoses, feiras de adoção e até mesmo sites  e aplicativos que podem auxiliar na busca pelo pet dos seus sonhos. Para saber mais sobre este universo e tudo que remete o ecossistema dos pets, siga a @appegada nas redes sociais!